Notícias

Taxas de ocupação das Pousadas de Juventude aumentam 14%

O presidente da Movijovem, entidade responsável pelas Pousadas de Juventude, disse nesta segunda-feira que a taxa de ocupação na rede nacional está a crescer a uma média de 14% ao ano.

"Em 2014 estagnámos a diminuição que havia em termos do número de dormidas e em 2015 já crescemos a uma taxa de 14%, um crescimento que continuamos a registar em 2016. Os dados até Julho também apresentam um aumento de 14% relativamente ao mesmo período de 2015", afirmou Ricardo Araújo.

O responsável falava numa conferência de imprensa na Pousada de Juventude da Serra da Estrela, Covilhã, realizada para dar a conhecer os resultados e os projectos delineados para aquela estrutura, que, no início do ano, foi concessionada a um consórcio privado.

Em termos da rede nacional, Ricardo Araújo destacou o trabalho realizado em prol da sustentabilidade económico-financeira da Movijovem, comparando os resultados de 2011 e 2015.

"Em 2011, o passivo da Movijovem ultrapassava os 16 milhões de euros e em 2015 fechámos o ano abaixo dos 10 milhões de euros. Tínhamos dívidas a fornecedores acima dos dois milhões de euros e ficámos abaixo de um milhão de euros. Além disso, tínhamos um prazo médio de pagamentos acima dos 160 dias que foi reduzido para os 93 dias", esclareceu.

O balanço positivo estende-se às concessões feitas a entidades privadas, que abrangeram as pousadas da Serra da Estrela, Gerês, Viseu e Arrifana.

"Independentemente de aspectos que possamos melhorar, os dados são muito objectivos: na rede destas quatro pousadas estamos a crescer a uma taxa de 36%, sendo que a média nacional é de 14%. Portanto, objectivamente, temos de fazer um balanço muito positivo”, apontou.

Ricardo Araújo deu, aliás, o exemplo da Pousada da Juventude da Serra da Estrela, que em 2015 era uma das três pousadas que tinham um resultado de exploração mais deficitário, estando actualmente em crescimento e com resultados que já permitem fazer investimentos.

Segundo os dados tornados públicos pelo presidente da Federação de Desportos de Inverno, entidade que encabeça o consórcio privado, de Janeiro a Julho esta pousada teve um aumento de 30,7 % na taxa de ocupação e até ao final de agosto conseguiu igualar a procura de 2015, ou seja, atingiu as 9.823 dormidas.

Pedro Farromba também disse que a facturação desta pousada cresceu 54,6%, o que já permitiu fazer face a um conjunto de melhorias realizadas no valor de cerca de 40 mil euros.

Para o futuro, o consórcio elaborou um plano de investimentos que implica uma verba superior a um milhão e meio de euros e cuja concretização ainda não está garantida, dependendo da capacidade de captar fundos comunitários do Portugal 2020.

Ente as prioridades está a substituição da cobertura do edifício, a intervenção na fachada e a reabilitação dos quartos, bem como a concretização do Centro Desportivo de Altitude, cujo projecto engloba um ginásio, uma sala de crioterapia, uma sauna, um jacuzzi e gabinetes de fisioterapia, medicina do desporto e avaliação de esforço.

In Público

Contactos

Rua Lúcio de Azevedo, 27
1600-146 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217 232 119

movijovem@movijovem.pt
www.movijovem.pt

Segue-nos